Programa de Convite ao Japão para os Descendentes de Japoneses da América Latina e do Caribe

18 07 2018

convite ao japao2018

O governo japonês oferece, por meio do Consulado Geral, o programa de visita ao Japão para descendentes de japoneses com o objetivo de aumentar a compreensão sobre a atualidade do Japão e as políticas do país.  Os participantes do programa deverão se comprometer em divulgar eficazmente os aspectos da atualidade, assim como a política do país em suas respectivas comunidades e redes sociais após o retorno.

Os interessados residentes na jurisdição do Consulado Geral do Japão em São Paulo (Estados de SP, MT, MS e região do Triângulo Mineiro) devem atender aos requisitos abaixo mencionados e encaminhar os documentos necessários por e-mail, conforme explicitado no item 3 abaixo.

*Residentes em localidades diferentes das acima mencionadas deverão contatar a representação diplomática japonesa responsável pela sua jurisdição. Cada representação diplomática manterá calendário próprio, portanto o período de inscrição e os documentos necessários poderão variar.

1. Requisitos 
(1) Ser descendente de japoneses;
(2) Forte vontade em divulgar ativa e continuamente o Japão durante o programa e após o retorno em blogs ou mídias sociais;
(3) Ter nível de conhecimento de língua inglesa suficiente para discussões e trocas de ideias (todas as atividades oficiais relacionadas ao programa no Japão serão realizadas em inglês);
(4) Comprometer-se em organizar evento de divulgação do programa e do Japão dentro do prazo de 3 meses, de forma independente, após o retorno ao Brasil. O formato do evento e a sua organização são livres.

2. Documentos Necessários 
(1) Formulário de inscrição para o “Programa de convite para descendentes de japoneses da América Latina e do Caribe”
Clique aqui para baixar o formulário (Word)
(2) Redação:
– Título: “As minhas expectativas em participar do Programa de Convite a Descendentes”
– Extensão: 01 página A4 em fonte Times New Roman (12)
Observação: não se esquecer de escrever o nome do autor

3. Período de Inscrição: 25  a 31  de julho de 2018
(1) Serão aceitas somente inscrições enviadas no período acima por e-mail ao Consulado Geral do Japão em São Paulo: cgjpolitica3@sp.mofa.go.jp
(2) Serão aceitas somente as inscrições enviadas em formato PDF ou Word.

4. Processo Seletivo
(1) Avaliação interna de documentos pelo Consulado Geral do Japão em São Paulo;
(2) Comunicação de convocação para a entrevista por e-mail: somente para os selecionados na avaliação documental;
(3) Entrevistas presenciais previstas para os dias 06 e 07 de agosto (datas ainda a serem definidas) no Consulado Geral do Japão em São Paulo com os candidatos pré-selecionados na avaliação interna. Não serão realizadas entrevistas por telefone, videoconferências ou outros meios em hipótese alguma;
(4) Indicação dos candidatos selecionados pelo Consulado ao Ministério dos Negócios Estrangeiros do Japão (MOFA);
(5) Escolha final dos candidatos pelo MOFA.
(6) Divulgação dos candidatos aprovados na página do Consulado Geral do Japão em São Paulo.
(7) Não serão informados os motivos de desclassificação referente a nenhuma etapa do processo.

5. Detalhes do Programa
(1) Período de estadia no Japão: 17 a 25 de setembro de 2018;
(2) Número total de participantes: 15 pessoas da América Latina e do Caribe;
(3) Despesas: o governo japonês arcará com as despesas relacionadas ao programa e suas atividades, como: passagem de ida e volta em classe econômica, hospedagem, refeições, transporte doméstico no Japão e seguro viagem. Despesas decorrentes de visitas extras fora do programa, aquisição de presentes e lembranças, telefonemas particulares, lavanderia, etc. deverão ser arcadas pelo próprio participante.

     (4) Programação principal (sujeita a alterações):

  • Encontro com altas autoridades do governo japonês;
  • Troca de ideias com especialistas em América Latina e do Caribe e outras áreas de atuação;
  • Reuniões com oficiais responsáveis do MOFA;
  • Vivência e experimentação da cultura japonesa;
  • Visita a localidades dentro e fora de Tóquio.

6. Acompanhamento após Retorno

  • O convidado deverá organizar um evento de divulgação do programa e do Japão dentro do prazo de 3 meses, de forma independente, após o retorno ao Brasil. O formato do evento e a sua organização são livres, conforme especificado no item 1 em “Requisitos”.
  • O participante deverá divulgar eficazmente o Japão de variadas formas, inclusive em redes sociais, blogs, imprensa, etc. de forma ativa e continuamente.
  • O participante será convidado a ser membro da Associação Brasileira de Ex-Bolsistas Gaimusho Kenshusei formada por ex-participantes do programa. Esta associação realiza reuniões mensais e é uma entidade independente do Consulado. No entanto, é fortemente recomendada a participação ativa dos participantes no programanessa Associação após o seu retorno do Japão.

Fonte: Consulado Geral do Japão em São Paulo

Anúncios




Japão decreta lei para mudar dias de feriados em 2020

14 06 2018

Lei moverá feriados nacionais a dia ligados às cerimônias olímpicas de Tóquio

mover feriados nacionais
O parlamento japonês decretou na quarta-feira (13) uma lei para mover feriados nacionais a dia ligados às cerimônias olímpicas de Tóquio em 2020 a fim de aliviar o congestionamento no tráfego na área metropolitana.

Sob a lei revisada que visa facilitar o transporte e segurança para as Olimpíadas, 23 de julho (véspera dos jogos), 24 de julho (dia da cerimônia de abertura) e 10 de agosto (dia após a cerimônia de encerramento), serão feriados nacionais para o ano 2020, visto que muitos convidados importantes, incluindo dignitários estrangeiros, poderão viajar para o Japão nesses dias.

O Dia do Mar na 3ª segunda-feira de julho será movido para 23 de julho, enquanto o Dia do Esportes, na 2ª segunda-feira de outubro, será transferido para 24 de julho e o Dia da Montanha, em 11 de agosto, será mudado para 10 de agosto.

Enquanto isso, a Dieta também decretou a primeira lei do Japão para prevenir o doping. A lei permite ao ministério dos esportes solicitar que a alfândega e autoridades de imigração, assim como a polícia, forneçam informações pessoais dos atletas como parte dos esforços para detectar prática ilícitas por esportistas olímpicos e paralímpicos que vêm ao país.
Fonte: Portal Mie com Mainichi





Nakano em Tóquio também reconhecerá uniões entre pessoas do mesmo sexo

11 05 2018

Além de outros 2 distritos em Tóquio, cidades nas províncias de Hokkaido, Okinawa, Mie e Hyogo adotaram sistemas similares

união mesmo sexo
O distrito de Nakano (Tóquio) começará a emitir certificados reconhecendo as uniões civis entre pessoas do mesmo sexo em agosto, se tornando a terceira localidade na capital a adotar tal sistema.

Casais com idade acima de 20 anos que moram no distrito poderão solicitar os certificados após apresentar documentos juramentados, se comprometendo a apoiar um ao outro como parceiros ao longo da vida.

O casamento entre pessoas do mesmo sexo não é legalizado no Japão e tais casais sofrem discriminação com frequência quando precisam alugar um imóvel ou visitar parentes no hospital.

Além dos distritos de Shibuya e Setagaya, ambos em Tóquio, as cidades de Sapporo (Hokkaido), Naha (Okinawa), Iga (Mie) e Takarazuka (Hyogo) adotaram sistemas similares.

O distrito de Nakano também oferecerá certificado que garante legalmente as uniões homoafetivas para situações como visitas a hospitais se os casais apresentarem documento notarial adicional. Certificados similares são emitidos pelo distrito de Shibuya.
Fonte: Portal Mie com Japan today, Kyodo





Tentativas de entrar no Japão com produtos ilegais crescem 4 vezes; aeroportos fazem alerta

5 05 2018

Setores de fiscalização e quarentena alertam para proibição de carnes e riscos de doenças

aeroporto de narita avioes
Os portos e aeroportos do Japão estão mais rigorosos com a fiscalização dos pertencentes de pessoas que chegam do exterior, devido ao número elevado de casos de passageiros que tentam entrar no país com produtos ilegais.

Os casos que mais preocupam as autoridades de saúde e o Ministério da Agricultura estão relacionados ao porte de carnes do exterior, que podem trazer doenças ao país. Uma reportagem da NHK informou que, no ano passado, foram 95 mil casos de apreensões, um número 4 vezes superior ao registro de 2007.

As áreas de inspeções e quarentena de portos e aeroportos registraram um total de 41 mil casos de produtos ilegais vindos da China, 13 mil do Vietnã e 9 mil das Filipinas. Cerca de 27% dos casos corresponde a produtos alimentícios feitos de carne moída e processada.

Em 20% dos casos, os passageiros trouxeram variedades de salsicha e em 17%, os produtos apreendidos eram alimentos feitos com carne de frango, além de numerosos casos de porte de carne crua.

O Ministério da Agricultura alertou que a importação particular de produtos alimentícios como carne e ovos, além de pele ou pelo de animais (com exceção de produtos como bolsas de couro ou lã) é proibida no Japão e que há riscos de proliferação de doenças.

Em dois casos de carne de frango recolhidas de passageiros no ano passado, foi detectado o vírus da influenza. O setor de inspeção do Aeroporto de Narita alertou para a compra de carne seca nas lojas isentas de impostos. “Esses alimentos não devem ser trazidos ao Japão, queremos que a população fique ciente disto”, comentou um porta-voz.
Fonte: Alternativa





Aeroporto de Shizuoka: novo terminal doméstico

10 04 2018

O Aeroporto de Shizuoka passou por uma grande reforma e inaugura o novo terminal doméstico muito mais amplo e moderno

Aeroporto de Shizuoka
O novo terminal de voos domésticos do Aeroporto de Shizuoka inicia operação nesta terça-feira (10).

A obra de remodelação do aeroporto prossegue desde 2016 e deverá ficar pronta no outono deste ano. Enquanto isso, uma ala já está pronta para uso, trazendo modernidade, mais espaço e conforto para os passageiros.

No saguão de desembarque foram dispostos 90 assentos, de cor clara, para os passageiros que chegam dos voos domésticos.

O saguão de embarque fica no segundo piso, mais amplo, claro e com madeira em abundância, dando um toque de calor. Atendeu ao pedido dos usuários que solicitaram mais cadeiras. Agora tem mais de 100, com um café e espaço para relax.

Até o final do ano ficará pronta a praça de alimentação com especialidades locais como enguia e gyoza, em espaço três vezes maior.

Outra novidade é que se tornou possível o embarque nos voos domésticos, direto do saguão, tornando-se um aeroporto amigável e conveniente aos passageiros.
Fonte: Portal Mie com SBS TV





Cidade em Hiroshima quer mais residentes estrangeiros

15 03 2018

Akitakata é a 1ª cidade japonesa a promover o estabelecimento de estrangeiros como parte de medidas para resolver o problema do declínio populacionalAkitakata
Uma cidade no oeste do Japão revelou um plano no qual ela pede que mais estrangeiros se mudem para lá a fim de evitar um declínio de sua população.

A cidade de Akitakata, localizada em uma área montanhosa na província de Hiroshima, tem uma população de 29 mil, queda de 1.700 em comparação há cinco anos.

Segundo especialistas, Akitakata é a primeira cidade japonesa a promover o estabelecimento de cidadãos estrangeiros como parte de medidas para resolver o problema da queda populacional.

O plano divulgado na terça-feira (13) diz que a cidade trabalhará com o negócio da indústria local para aceitar mais estrangeiros, então metade da população estrangeira da cidade terá decidido se estabelecer lá até o ano fiscal de 2022.

No plano também é citado que a cidade abrigará escolas para estudantes internacionais aprenderem cuidados de enfermagem e tecnologia da informação a fim de ajudá-los a trabalharem na cidade após se formarem.

Oficiais da cidade estão planejando encorajar mais estrangeiros a se envolverem com atividades para passar a tradição local do “kagura”, a performance de dança do ritual xintoísta.

Eles também planejam trocar informações com outros municípios que trabalham em aceitar mais estrangeiros.

O prefeito Kazuyoshi Hamada disse que em razão do encolhimento populacional tem sido difícil manter os sistemas de comunidade.

Ele espera criar um ambiente para residentes estrangeiros viverem confortavelmente na cidade.
Fonte: Portal Mie com NHK | Imagem: Wikimedia





Futuro imperador do Japão visitará Brasil em março para participar de evento

23 02 2018

Naruhito vai fazer um discurso na abertura do Fórum Mundial da Água

príncipe Naruhito
O príncipe Naruhito, que se tornará imperador do Japão em 2019, viajará ao Brasil no mês que vem para participar do 8º Fórum Mundial da Água, informou a emissora NHK.

O evento acontecerá em Brasília entre 18 e 23 de março. O príncipe vai fazer um discurso na abertura oficial do Fórum, no dia 19, depois de uma breve passagem por Miami, nos Estados Unidos. O retorno ao Japão está previsto para 22 de março.

A viagem ao Brasil também inclui um almoço com o presidente Michel Temer e encontros com representantes da comunidade nikkei.

O Fórum Mundial da Água é organizado a cada três anos pelo Conselho Mundial da Água da ONU, em países diferentes, com o objetivo debater, compartilhar experiências e propor ações relacionadas ao uso e à gestão sustentável da água.

Naruhito, que está completando 58 anos nesta sexta-feira (23), mantém um interesse pessoal sobre o assunto e dicidiu participar do evento, segundo a NHK.

110 anos de imigração
Em julho, a princesa Mako, neta mais velha do imperador Akihito, deverá fazer uma viagem oficial ao Brasil para participar das comemorações dos 110 anos de imigração japonesa no país, que começou oficialmente com o navio Kasato Maru em 1908.

Os detalhes da viagem ainda estão sendo ajustados e, por enquanto, a Casa Imperial não divulgou nenhuma programação.
Fonte: Alternativa