Qatar Airways considera cancelar operações no Japão

9 02 2015

Qatar airbus a330-200
A companhia aérea Qatar Airways está considerando cancelar as suas operações no Japão devido à restrições aeroportuárias impostas pelas autoridades japoneses, revelou uma fonte à agência de notícias Reuters, nesta segunda-feira.

Segundo a agência, a companhia aérea estaria em “fase final de deliberações” para retirar as três linhas diárias que opera no país, que ligam Doha a Tóquio e Osaka.

A fonte ligada à Qatar revelou que a decisão cancelar as operações no país foram motivadas pela imposição de limitações de pista, que proíbem a companhia de operar em horários que seriam propícios às conexões que partem de Doha, que é um importante hub para diversos países, incluindo o Brasil. As limitações na pista estariam gerando perdas consideráveis de receita para a empresa.

A Qatar Airways inaugurou a sua primeira rota diária para o Japão em 2005. No ano passado, a empresa colocou o novo Boeing 787 para fazer a rota Haneda – Doha.
Fonte: IPC Digital com Reuters





Temendo ataques terroristas, Japão aumenta controle nos aeroportos

4 02 2015

Japão aumenta controle nos aeroportos
O governo japonês, desde terça-feira (03), intensificou as medidas de segurança nos aeroportos e portos, informou o Japan Today.

O aumento da segurança ocorreu depois das ameaças ao Japão, atribuídas ao Estado Islâmico. Em um vídeo divulgado no último domingo, extremistas ameaçaram o país, dizendo que “causarão uma carnificina onde o povo japonês estiver”. As autoridades confirmaram o reforço relativo aos controles em portos e aeroportos para impedir a entrada de terroristas. Polícia e cães farejadores estão patrulhando terminais.

Embora o Japão tenha fornecido ajuda humanitária para refugiados, até esta crise, o país não estava diretamente envolvido na luta contra o terrorismo.

“O que devemos entender é que os japoneses são também alvos terroristas. Nós realmente devemos abrir os olhos para ver esta realidade”, salientou Kunihiko Miyake, um ex-diplomata e pesquisador em Tóquio. “Os níveis de precaução que o Japão tomou até agora não são suficientes. Temos de rever e reforçar a segurança para o cidadão, não apenas aqueles que vivem no exterior, mas dentro do Japão”, referiu.
Fonte: IPC Digital





Canal poluído do centro de Osaka será transformado em piscina pública

12 01 2015

Piscina de Dotonbori
O famoso canal de Dontonbori, na região comercial de Shinsaibashi, será transformado em uma piscina pública de 800 metros. O projeto será finalizado até o verão de 2015.

Um dos principais pontos turísticos da cidade, o canal é conhecido pela sua poluição e pelas esporádicas comemorações de torcedores do time de baseball Hanshin Tiges, que mergulham nas águas frias e poluídas do canal sempre que um título é conquistado.Canal de Dotonbori, Osaka

Embora exista um plano de despoluição, a água da nova piscina será bombeada da rede de abastecimento da cidade. Segundo a empresa construtora do empreendimento, a piscina será instalada dentro do canal.

Cerca de 1 milhão de banhistas são esperados para o primeiro ano. O ingresso da piscina custará ¥2 mil para a primeira hora.

Segundo Taichi Sakaya, criador do projeto, a piscina de Dotonbori será um dos principais pontos turísticos do Japão.
Fonte: IPC Digital





Seven Eleven não cobrará impostos de turistas estrangeiros

4 12 2014

7eleven
A rede de lojas de conveniência Seven Eleven do Japão isentará turistas estrangeiros de pagar o imposto sobre o consumo em determinadas lojas do país, informou o site Nikkei.

A iniciativa começou na última segunda-feia em duas lojas – em Tokyo e Kyoto -, que atraem um grande número de turistas do exterior. Em uma parte exclusiva do balcão, os estrangeiros poderão mostrar o passaporte e ficarem isentos do imposto de 8%. O objetivo é aumentar para 1000 o número de lojas livres de impostos por todo o país até o fim do ano que vem.

Alimentos, cosméticos e outros bens de consumo estarão isentos de imposto para os estrangeiros que gastarem mais de ¥5.000 mil nessas mercadorias.
Fonte: IPC Digital
shigoto.com.br
visto, emprego, turismo e passagem para o japão





Airbus mostra novo avião A350 em Tóquio

19 11 2014

airbus a350
O modelo tem fuselagem de fibra de carbono composta e é competidor direto do 787 Dreamliner da Boeing

A fabricante europeia de aeronaves Airbus exibiu em Tóquio, nesta quarta-feira, o novo avião A350, feito com fuselagem de fibra de carbono composta.

O modelo aterrissou no aeroporto de Haneda por volta das 15h. A Japan Airlines (JAL) já encomendou 56 unidades, que serão entregues até 2019.

A Airbus pretende entregar sua primeira aeronave A350 para a cliente de lançamento Qatar Airways em meados de dezembro, disse a companhia aérea na terça-feira.

O A350 é um competidor direto do 787 Dreamliner da Boeing.

O avião de corredor duplo e longo alcance recebeu sua certificação da Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA, na sigla em inglês) na semana passada, após obter aprovação de segurança na Europa em setembro.

O A350-900, versão do jato certificada pela FAA e reguladores europeus, é produzido para comportar 314 passageiros.

A Airbus registrou 750 encomendas para o A350, incluindo 549 para o A350-900 e 169 para o A350-1000, de maior porte, que deve entrar em serviço em 2017. O A350-800, de menor porte, possui 32 encomendas, mas deve dar lugar ao atualizado A330neo.
Fonte: Alternativa com Reuters





Japão começa a verificar histórico de viagens de passageiros

25 10 2014

A medida foi criada nesta 6ª pelo Ministério da Saúde, Trabalho e Bem Estar Social e pelo Ministério da Justiça
Japão começa a verificar histórico de viagens de passageirosO governo japonês decidiu nesta sexta-feira verificar o histórico de viagens de todos os passageiros que chegam ao país pelos 30 aeroportos que mantêm voos internacionais, informou o jornal Mainichi.

A medida foi criada pelo Ministério da Saúde, Trabalho e Bem Estar Social e pelo Ministério da Justiça como forma de prevenção para evitar que o surto de Ebola chegue ao arquipélago.

Os funcionários dos aeroportos receberam ordens para folhear os passaportes e verificar onde os passageiros (japoneses ou estrangeiros) estiveram recentemente, além de perguntar se passaram pela Libéria, Serra Leoa, Guiné e Congo.

Se for constatado que um passageiro esteve em um desses quatro países da África Ocidental nos últimos 21 dias, período máximo da incubação do vírus, ele será levado para uma sala de quarentena, onde precisará responder um questionário.

O novo procedimento já começou nesta sexta-feira em alguns balcões da Imigração e deve ser adotado nos próximos dias em todos os 30 aeroportos com voos internacionais. Cerca de 28 milhões de passageiros entraram no Japão no ano passado.
Fonte: Alternativa





Feriado no Japão marca o início do outono

22 09 2014

Em um espetáculo da natureza, as folhas das árvores caducas ganham cores vivas quando a temperatura cai

Shuubun no HiO equinócio de outono (Shuubun no Hi, 秋分の日), comemorado nesta terça-feira, feriado nacional no Japão, marca oficialmente a entrada da estação em que as folhas das árvores ganham uma coloração em tons de amarelo e vermelho, dependendo da espécie.

Com a queda brusca da temperatura, as folhas das árvores, até então verdes, mudam de cor. Depois, elas secam e caem, deixando os galhos "pelados". Esse fenômeno é chamado de kouyou (紅葉), palavra formada pelos kanji beni (vermelhão) e ha (folha).

As árvores caducas, que se desfolham no frio e até parece que morreram, ficam verdes de novo somente na primavera seguinte, reavivadas com o surgimento de brotos. O ciclo natural se repete todos os anos, deixando clara a existência de estações bem definidas.

A coloração das folhas é motivo para que os japoneses promovam excursões, piqueniques em parques ou, simplesmente, saiam de casa para apreciar o fenômeno. O kouyou pode ser visto primeiro, já em setembro, na região norte do Japão ou no alto das montanhas e planaltos, locais que começam a esfriar mais cedo.

De uma forma geral, o belo espetáculo da natureza tem pico em outubro e novembro -existe uma grande variação porque a mudança de cor depende da temperatura.

A coloração das folhas é motivo para que os japoneses promovam excursões, piqueniques em parques ou, simplesmente, saiam de casa para apreciar o fenômeno.

As quatro estações
O Japão tem as quatro estações bem definidas. Cada uma delas conta com dias específicos para determinar, por exemplo, qual é o dia mais frio do ano, ou quando entra a época de chuva.

Nas quatro estações, existem 24 divisões, seis em casa uma, chamadas Nijuu-shi Sekki. No início de fevereiro, o risshun representa o ingresso na primavera, apesar da estação das flores começar oficialmente no dia 20 de março.

Primavera
Risshun (立春) – 4 ou 5 de fevereiro, dia do ingresso na primavera pelo calendário japonês
Usui (雨水) – 19 de fevereiro, quando a neve se transforma em chuva e o gelo começa a derreter. Mas nas regiões Kanto e Tokai ainda pode nevar
Keichitsu (啓蟄) – 6 de março, os insetos que estavam “hibernando” começam a aparecer a partir desse dia
Shunbun (春分) – 20 de março, entrada oficial da estação das flores. Esse dia é chamado também de equinócio da primavera
Seimei (清明) -  5 de abril, quando as cerejeiras florescem na parte oeste do Japão e as andorinhas enchem os céus
Kokuu (穀雨) – 20 ou 21 de abril, época de chuva da primavera. Os japoneses chamam de estação da chuva que molha a plantação

Verão
Rikka (立夏) – 5 ou 6 de maio, dia do ingresso no verão pelo calendário japonês
Shouman (小満) – 21 de maio, depois de um período longo de frio, a vegetação que brotou novamente atinge um tamanho uniforme.
Boushu (芒種) – 6 de junho, chegou a hora de começar o plantio de arroz, uma atividade bastante valorizada no Japão
Geshi (夏至) – 21 de junho, entrada oficial do verão. É o dia mais longo do ano. Também entra a época de chuva
Shousho (小暑) – 7 ou 8 de julho, início do calor -ainda que ameno- típico do verão (úmido)
Taisho (大暑) – 23 e 24 de julho, os dias mais quentes do ano, com calor intenso

Outono
Risshuu (立秋) – 7 ou 8 de agosto, dia do ingresso no outono pelo calendário japonês
Shosho (処暑) – 23 e 24 de agosto, o calor fica mais ameno
Hakuro (白露) – 8 de setembro, significa o dia em que o orvalho se deposita sobre os campos, deixando a paisagem esbranquiçada
Shuubun (秋分) – 23 de setembro, entrada oficial do outono. Esse dia também é chamado de equinócio de outono
Kanro (寒露) – 8 de outubro, quando o outono entra na fase de pico e os dias passam a ficar mais frios
Soukou (霜降) – 23 de outubro, é a época em que as folhas ficam coloridas (kouyou) e caem as primeiras geadas na parte norte do Japão

Inverno
Rittou (立冬) – 7 ou 8 novembro, dia do ingresso no inverno pelo calendário japonês
Shousetsu (小雪) – 22 e 23 de novembro, época em que começa a nevar na região norte do arquipélago japonês
Taisetsu (大雪) – 7 ou 8 de dezembro, começa a época de neve constante, principalmente no norte
Touji (冬至) – 21 de dezembro, entrada oficial do inverno
Shoukan (小寒) – 5 ou 6 de janeiro, o frio fica mais intenso
Daikan (大寒) – 20 e 21 de janeiro, os dias mais frios do ano
Fonte: Alternativa








Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.