O aeroporto de Chubu anunciou que adotará medida de “zero voos internacionais” a partir de 1º de abril

28 03 2020

chubu airport

O aeroporto Internacional de Chubu, na província de Aichi, anunciou que devido a disseminação do novo coronavírus, os voos internacionais serão “zerados” no dia 1º de abril.

É a primeira vez que todos os voos internacionais são suspensos desde a abertura em 2005.

O aeroporto de Chubu, já havia reduzido o número de voos como medida de prevenção, e o número de passageiros caiu drasticamente.

O voo entre os aeroportos de Taipei e Chubu, da China Airlines, que estava em operação, funcionará uma viagem de ida e volta por dia até 31 de março.

E a partir do dia 1º até 20 de abril, passageiros não embarcarão no voo, ficando limitado somente a transporte de cargas.

Os voos domésticos também serão afetados, e a administração do aeroporto pede que verifique as informações atualizadas nos sites das companhias aéreas.
Fonte: IPC Digital





Coronavírus pode infectar 80% da população japonesa se medidas não forem reforçadas, diz especialista

20 03 2020

Aglomerações de pessoas devem ser evitadas, segundo as autoridades

corona população japão
Um painel de especialistas que orienta o governo japonês sobre o novo coronavírus disse que 80% da população do país poderia ser infectada se nenhuma medida for tomada para combater a doença, informou a emissora NHK nesta sexta-feira (20).

No pior cenário, segundo Hiroshi Nishiura, professor da Universidade de Hokkaido, a proliferação do novo vírus poderia ser igual ou pior à atual situação de alguns países europeus, onde o número de mortos e infectados cresceu de forma descontrolada.

Considerando uma cidade com 100 mil habitantes, o número de novos casos de coronavírus poderia chegar a mais de 5 mil por dia depois do 50º dia desde o surto, atingindo 79,9% dos moradores, e mais de 1.000 pacientes do grupo de risco (idosos e portadores de doenças) precisariam de cuidados intensivos, ultrapassando a capacidade médica local.

Por isso, segundo o professor, é importante o governo reforçar as medidas adotadas até agora, evitando grandes eventos e a aglomeração de pessoas, principalmente em locais fechados com pouca ventilação.

Por outro lado, o painel de especialistas defendeu que as áreas do Japão com baixo número de casos de coronavírus podem considerar a retomada de aulas e de eventos esportivos e culturais ao ar livre.

Shigeru Omi, membro do painel e presidente da Organização de Saúde Comunitária do Japão, disse que em áreas com pouco sinal do vírus, a reabertura de escolas e o retorno gradual às atividades normais podem ser considerados, embora seja necessária uma vigilância rigorosa.

“Estamos insistindo em critérios muito rigorosos se os organizadores decidirem realizar eventos de grande escala”, disse Omi em uma entrevista coletiva que se estendeu até a madrugada desta sexta-feira.

“E se esses critérios não puderem ser atendidos, o evento deverá ser adiado ou cancelado”.

O Japão já teve quase 1.000 casos de coronavírus transmitidos internamente e 34 mortes, excluindo as infecções no navio de cruzeiro Diamond Princess.

Hokkaido suspende emergência
O governo de Hokkaido, a província com o maior número de infecções no Japão – mais de 150, suspendeu o estado de emergência na quinta-feira, depois de uma redução no número de novos casos, mas manteve o alerta. Os moradores devem evitar saídas desnecessárias de casa, segundo as recomendações locais.

O governador de Osaka, Hirofumi Yoshimura, pediu aos moradores para evitar viagens à província vizinha de Hyogo neste fim de semana prolongado, que começa nesta sexta-feira devido ao feriado de Equinócio da Primavera.

Osaka e Hyogo estão entre as províncias com mais casos de covid-19 no Japão: 119 e 95, respectivamente.

O Japão fechou escolas e cancelou muitos eventos esportivos e culturais, mas absteve-se de impor restrições firmes a viagens, negócios e restaurantes, e o isolamento social não pegou como uma salvaguarda recomendada.

“O fechamento de escolas é bom ou algo sem sentido? No momento, não temos dados científicos para ter certeza”, disse o professor Hiroshi Nishiura.
Fonte: Alternativa com Reuters





Cathay Pacific suspende voos para Japão durante mês de março

10 03 2020

Várias das rotas da companhia aérea foram afetadas devido ao surto de coronavírus

cathay pacific
A Cathay Pacific anunciou que todos os voos entre Hong Kong e Fukuoka, Nagoya, Sapporo e Tóquio Haneda estão suspensos até o dia 28 de março deste ano. Além disso, a partir do dia 13, os voos entre Hong Kong e Tóquio Narita e Osaka Kansai, Taipei e Tóquio Narita e Osaka Kansai, também serão suspensos.

A decisão foi tomada com base no anuncio do país sobre a imposição de quarentena de 14 dias para todos os viajantes da China e Coreia do Sul. Além disso, a partir de hoje (9), fica suspensa a isenção de vistos para os que possuem passaportes de Hong Kong.

A companhia aérea afirma que as suspensões dos voos se baseiam nas restrições dos destinos e que continuará a avaliar a situação à medida que a preocupação global crescer. “Não podemos considerar as restrições das regras impostas por viagens de todos os países no momento, mas lembre-se de que estamos constantemente analisando-as à medida que a situação evolui”, disse a operadora em seu site.

Os passageiros afetados que reservaram passagens para o Japão no aplicativo móvel do site da Cathay ou na central de contato podem solicitar um reembolso na guia “Gerenciar reservas” no site da companhia aérea.“Para todos os outros países, não podemos oferecer um reembolso gratuito, mas você pode alterar seu voo sem taxas de nova reserva ou reencaminhamento (diferença de tarifa se aplica). Não podemos reembolsar os bilhetes que foram comprados depois que as restrições de viagem foram anunciadas. ”
Fonte: Panrotas





Cidade na província de Chiba fecha 61 escolas por duas semanas

27 02 2020

Medida serve para evitar que alunos sejam infectados pelo coronavírus

Hirotami Murakoshi
A cidade de Ichikawa (Chiba) decidiu suspender as aulas em todas as 61 escolas públicas (shougakkou e chuugakkou) de seu perímetro, por temor de que o novo coronavírus possa infectar alunos e professores, informou a emissora NHK nesta quinta-feira (27).

As escolas ficarão fechadas por duas semanas, entre 28 de fevereiro e 12 de março.

O prefeito de Ichikawa, Hirotami Murakoshi, decidiu suspender as aulas depois de ficar constatado que quatro funcionários de escolas frequentavam uma academia de fitness que foi fechada temporariamente porque três pessoas infectadas com coronavírus usaram as instalações.

A academia Ace Axiscore Ichikawa informou que os três associados usaram as instalações nos dias 15, 16 e 18 de fevereiro, depois de terem apresentado os primeiros sintomas da doença.

A academia ficará fechada até 3 de março para desinfecção e está entrando em contato com cerca de 600 pessoas que podem ter frequentado o local nesses três dias.

Até agora, os funcionários das escolas que frequentavam a academia não apresentaram nenhum sintoma suspeito.

A prefeitura de Ichikawa também decidiu fechar temporariamente algumas instalações públicas, como bibliotecas e centros comunitários.

Em Hokkaido, praticamente todas as escolas ficarão sem aulas por uma semana. A província tem o maior número de casos de coronavírus no Japão, cerca de 40, e algumas pessoas ligadas a diferentes escolas foram infectadas, incluindo um professor, um motorista de ônibus escolar, uma mulher que distribui merenda e dois alunos.
Fonte: Alternativa





Ameixeiras já floridas no imenso parque em Gifu

5 02 2020

São mais de 50 variedades de flores de ameixeiras, tão amadas quanto as primas cerejeiras, em um parque com mais de mil árvores

Bairin park
Para quem mora em Nagoia, Komaki, Minokamo, Kani, Seki, Ogaki e arredores de Gifu (província homônima), tem a oportunidade de lazer gratuito.

O Parque Bairin já está com ar de primavera com as 1,3 mil ameixeiras em plena floração, 3 semanas antes da época normal, por causa do inverno aquecido.

São mais de 50 variedades cujas cores variam do branco ao pink intenso, das delicadas flores que antigamente eram mais apreciadas que as cerejeiras.

A gestão do parque teme que como nesta temporada a temperatura está bem amena as flores possam desabrochar todas de uma vez. Por isso, aquelas que floresceriam no meio da temporada podem se antecipar.

No imenso parque há alguns brinquedos para as crianças. Os adultos poderão caminhar entre as perfumadas flores, fazer poses e garantir belas fotos para as redes sociais. Ou, simplesmente apreciar a beleza delas.

Parque Bairin 梅林公園
Período: até o final do mês de fevereiro
Horário do parque: livre
Estacionamento: das 8h30 às 17h
Local: clique aqui para abrir o mapa
Fonte: Portal Mie com Gifu Shimbun e Cidade de Gifu





Sakura contracena com colorido de outono, em Toyota

19 11 2019

O período para apreciar milhares de cerejeiras floridas contracenando com o ‘koyo’, o vermelho do outono

shikizakura1
Quando se fala em sakura logo vem à imagem a primavera. Mas em Toyota (Aichi) tem uma vasta plantação, cultivada pelos moradores locais, da variedade shikizakura (四季桜), a qual floresce no outono e na primavera.

Essa cerejeira foi trazida para o local na era Edo e os moradores foram cuidando e aumentando ano após ano. Hoje são mais de 10 mil pés plantados e cuidados na encosta da montanha.

As cerejeiras floridas contracenam com o colorido do outono e as pessoas que visitam o local não resistem à tamanha beleza. Não cansam de tirar selfies ou de registrar em fotos e vídeos esse encanto do rosa suave em contraste com o laranja e vermelho.

Como o período do koyo é curto, essa harmonia pode ser vista somente até o começo da próxima semana, ou cerca de 25 de novembro. Mas, as cerejeiras continuarão floridas até a primeira quinzena de dezembro.

shikizakura2

O local onde se aprecia é a área chamada de Obara, nas margens da rodovia nacional 419 (clique aqui para abrir o mapa).
Fonte: Portal Mie com CBC TV e Tokai TV





Locais para apreciar as cores do outono na região Kanto

7 11 2019

Em Nikko, as folhas coloridas se espalham por toda a cidade

outono em Kanto1
Com a queda brusca da temperatura, as folhas de algumas espécies de árvores, até então verdes, mudam de cor, em tons de amarelo e vermelho. Depois, elas secam e caem, deixando os galhos “pelados”. Esse fenômeno é chamado de koyo (紅葉), palavra formada pelos kanjis beni (vermelhão) e ha (folha).

As árvores caducas, que se desfolham no frio e até parece que morreram, ficam verdes de novo somente na primavera seguinte, reavivadas com o surgimento de brotos. O ciclo natural se repete todos os anos, deixando clara a existência de estações bem definidas.

A coloração das folhas é motivo para que os japoneses promovam excursões, piqueniques em parques ou, simplesmente, saiam de casa para apreciar o fenômeno.

De uma forma geral, o belo espetáculo da natureza tem pico em outubro e novembro -existe uma grande variação porque a mudança de cor depende da temperatura.

Confira alguns locais para apreciar as cores de outono na região Kanto:

outono em Kanto2
↑ Icho Namiki (Tóquio)
A avenida ladeada de altas árvores de gingko biloba em ambos os lados está no topo da lista dos melhores locais para apreciar o koyo na capital japonesa. Localizado nas proximidades das estações de metrô Gaienmae e Aoyama-Icchome, a avenida se transforma num amarelo brilhante no final de novembro, atraindo multidões.

Todos os anos, um festival, nos jardins do santuário Meiji Jingu, celebra a mudança de estação e o tom amarelado das árvores. Nesse ano, o Jingu Gaien Icho Matsuri será realizado entre os dias 15 de novembro e 1º de dezembro, das 10 às 17h30, com entrada gratuita.
Quando ir: final de novembro a início de dezembro.
Endereço: Tokyo-to Minato-ku Kita Aoyama 2 (a poucos minutos da estação Aoyama-Icchome ou Gaienmae).

outono em Kanto3

↑ Nikko (Tochigi)
Destino muito procurado pelos turistas durante todo o ano, especialmente durante o koyo. As folhas coloridas se espalham por toda a cidade, começando pelo lago Chuzenji, as 48 curvas de Irohazaka, e gradualmente descem para os locais históricos como o santuário Nikko Toshogu.
Quando ir: final de novembro a início de dezembro.
De carro: na saída Utsunomiya da rodovia expressa Tohoku pegue a rodovia Nikko Utsunomiya até a saída Nikko.
Acesso de trem: estação Tobu Nikko ou JR Nikko.

outono em Kanto4

↑ Monte Takao – Hachioji (Tóquio)
A temporada está favorável aos montanhistas. Para quem mora aos arredores de Tóquio, a recomendação é uma visita ao Monte Takao, na cidade de Hachioji, ao oeste da província.

A montanha de 699 metros de altitude abriga pelo menos 1.200 espécies de plantas e, no outono, o destaque vai para as variedades de Bordo, que colorem a paisagem desde a parte plana até o topo. A natureza esplêndida durante a estação concedeu ao Monte Takao o primeiro lugar no ranking dos mais belos locais para visitar no outono japonês, elaborado pelo portal Walker Plus.

Quem tiver fôlego para subir a montanha pode escolher entre nove opções de rotas de escalada. Além das belezas do outono, o montanhista poderá conhecer os tradicionais templos Yakouin e Yakouin Fue, este último criado no ano de 744 por ordem do imperador Shomu.
Quando ir: O pico de coloração das folhas ocorre entre 15/11 e 30/11.
Endereço: 〒193-0844 Tokyo-to Hachioji-shi Takaomachi (50 minutos de Shinjuku pela Linha Keio).

outono em Kanto5

↑ Hananuki Keikoku – Takahagi (Ibaraki)
Prepare-se para apreciar lindos tapetes formados por folhas vermelhas ao visitar o Vale de Hananuki na cidade de Takahagi, ao nordeste de Ibaraki. O local é repleto de cachoeiras e árvores do gênero Acer (bordo), que transformam o vale em um dos ambientes mais espetaculares durante o outono japonês.

A região de Hananuki abriga a área de camping Kotakizawa, que pode ser uma ótima opção para quem busca um pouco de aventura e deseja intensificar a experiência no ambiente natural. O espaço conta com banheiros, churrasqueiras e não há custo de uso ou necessidade de reservar.

Aproveite o passeio para explorar as trilhas de caminhada que levam aos locais mais bonitos do Vale. Não deixe de conhecer também a bela ponte suspensa Shiomitakitsuri, onde é possível ter umas das visões mais espetaculares do outono de Hananuki.
Quando ir: O pico de coloração das folhas ocorre entre 15/11 e 30/11.
Endereço: 〒318-0104 Ibaraki-ken Takahagi-shi Nakadogawa Ono.
Fonte: Alternativa